PLAY THERAPY - LUDOTERAPIA

CENTRADA NA CRIANÇA

" Em playtherapy, o terapeuta trabalha com a criança mais do que o problema,
o presente mais do que o passado, os sentimentos mais do que os comportamentos, a compreensão mais do que as explicações, a aceitação mais do que a correção, a direção da criança mais do que as instruções do terapeuta, a sabedoria da criança mais do que os conhecimentos do terapeuta."

Joaquin Blix

 

Quando me tornei uma apaixonada pela área infantil, procurei encontrar formas que me auxiliassem neste mundo mágico que é estar com crianças, ao mesmo que me tornava melhor profissional. Foi uma busca incessante, onde as teorias me pareciam insuficientes e os livros por vezes não me davam as respostas necessárias. Foi então que me especializei como psicoterapeuta infanto-juvenil em play therapy, que em português podemos traduzir como a terapia do brincar centrada na criança – porque “a brincar é que a gente se entende”.

Este modelo terapêutico está estabelecido, é reconhecido e é muito efetivo. Nestas sessões as crianças, adolescentes e até adultos (sim, há adultos que fazem sessões de play therapy, pela enorme riqueza que proporcionam!), embarcam num jogo simbólico, onde de uma forma natural se expressam, experimentam e comunicam. Aprendem do mundo e das suas relações neste e com este, experimentam a realidade e exploram emoções e papeis, de uma forma não intrusiva.

Neste tipo de terapia, a criança ou quem a realize, tem a possibilidade de manifestar a sua história pessoal, libertar sentimentos e frustrações, reduzindo assim vivências dolorosas e atemorizantes, aliviando a sua ansiedade e stress. O seu maior enfoque de aplicação são as crianças que tiveram expostas a situações de elevado grau traumático e emocional, onde o seu processo de desenvolvimento não ocorreu de forma natural…

Com o conhecimento das diferentes etapas do desenvolvimento, procuro sempre entender e involucrar-me na brincadeira, de modo a que a criança/adolescente/adulto, se sintam confortáveis, seguros e confiantes, favorecendo a expressão e manutenção dos seus conflitos internos. Por isso nestas sessões o que não falta é: expressão corporal e de movimento, expressão plástica e artística, expressão sensorial, expressão dramática, jogos de descarga e de expressão emocional, jogos de visualização imaginativa, de expressão criativa e de jogo projetivo simbólico e ainda de expressão musical… ou seja, exploramos o que for necessário e abrimos as portas e janelas do nosso Eu mais profundo, o mundo interno e interior, de modo a que a criatividade seja explorada para que as vivências mais sofridas possam emergir e desta forma ser transformadas e reparadas. 

Esta metodologia engloba uma série de técnicas e métodos especializados, como já referi, onde a pessoa consiga encontrar múltiplas oportunidades de expressão e autocontrole das suas emoções, com a expansão da consciência, o desenvolvimento dos seus próprios recursos e potencial, bem como a normalização de seus padrões de desenvolvimento. 

Através desta descarga e compreensão das suas emoções mais profundas consigo reconhecer e explorar os assuntos que afetam a sua vida, onde o meu grande objetivo é possibilitar e promover um maior bem-estar emocional a quem faça estas sessões.

 

 ÁREAS DE INTERVENÇÃO 

Perturbações

da Infância

Perturbação da Hiperactividade e Défice de Atenção

Perturbações da vinculação e carências afectivas

Perturbações da personalidade e transtornos psicóticos

Perturbações generalizadas do desenvolvimento (autismo, asperger)

Perturbações do Humor (depressão, ansiedade)

Perturbações do comportamento

Situações

Emocionais

Medos excessivos

Crianças com baixa autoestima

Estados de zanga contínua

Preocupações e angústia

Insegurança e timidez

Imaturidade

Amigos imaginários

Terrores noturnos

Problemas na alimentação

Situações

de Trauma

Maltrato físico, emocional e/ou sexual.

Negligência e abandono

Testemunha de violência de género, familiar ou social.

Testemunha de maltrato a outras crianças.

Abuso sexual.

Bullying.

Perseguição.

Perdas e lutos mal resolvidos

Morte de algum membro da família ou amigo

Acidentes

Desastres naturais e/ou guerra

Stress pós-traumático

Divórcio e/ou sepração dos país

Situações

de Doença

Hospitalização

Procedimentos médicos dolorosos ou aterrorizantes

Doenças crónicas ou terminais

Somatização e sintomas físicos que não tem nenhuma causa médica

Situações de Mudança/Alteração

Divórcio ou separação dos pais

Adopção

Dificuldades no ajustamento às mudanças familiares

Alteração de país/cultura

Medos excessivos

Morte de pessoas próximas

Rua de Santa Marta nº 43 E/F, 5º B 1150-293 Lisboa

psiveracruz@gmail.com

Tel: +351 914 250 706

© 2019 Vera Cruz | Psicologa & Psicoterapeuta.