PSICOLOGIA DO ADOLESCENTE

"A tarefa mais importante da adolescência é a construção da identidade."

Erick Erickson

 

 

Os adolescentes em psicoterapia, pelo menos para mim, não são uma “espécie rara”, como tantas vezes são catalogados, estão apenas, a atravessar um processo de desenvolvimento normal e necessário, onde a principal tarefa é individualizar-se e descobrir a sua própria identidade.

Todo o processo de desenvolvimento é complexo, todavia é na fase da adolescência que existe maior consciencialização relativamente ao processo doloroso e difícil que é crescer. É um tempo e um espaço em que o adolescente se interroga, pela dinâmica de transformações e necessidades que se iniciam nesta fase.

A adolescência é assim uma etapa do desenvolvimento que se constitui por modificações importantes no funcionamento do psiquismo, caracterizada por uma dualidade de sensações, sentimentos e pensamentos que levam à confusão do adolescente, originando uma oscilação de comportamentos considerados normais e patológicos.

Como tal, procuro que o espaço psicoterapêutico, se torne um ambiente contentor onde através da escuta ativa e compreensão, possamos conjuntamente, promover a partilha das suas angústias, ao mesmo tempo que impulsionamos o seu processo de desenvolvimento na área emocional, social, relacional e cognitiva, de uma forma mais salutar. É neste compromisso que procuro criar, através de um ambiente confortável, com os adolescentes que acompanho uma relação significativa onde os seus eventuais medos, dúvidas, angústias e desejos sejam atendidos, compreendidos, elaborados, transformados ou reparados, ao mesmo tempo que é potenciada uma maior consciencialização quer do jovem, como deste com os outros, e destes no mundo, levando a uma maturação gradual tanto da suas vivências como das suas relações, o que culmina na formação e constituição da sua identidade. 

Como terapeuta procuro sempre através de cada caso e especificidade do mesmo, potenciar os seus recursos e o seu maior autoconhecimento, recorrendo a um conjunto de estratégias e recursos que podem ir desde a arte, ao simbólico, ao jogo, à comunicação… sempre que seja uma opção válida e furtuita para diminuir as suas dificuldades – enfrentando-as, descobrindo-as, transformando-as, dando com esta re-criação, um novo sentido ou um sentido mais seguro de si próprio.  

Este processo subleva novos significados, pois é um período de criatividade, recriação e de descoberta, ao mesmo tempo que podem surgir dúvidas e dificuldades que se forem alvo de intervenção poderão ser transitórias, ao invés de se tornarem parte integrante da identidade do adolescente e futuro adulto.

 

 ÁREAS DE INTERVENÇÃO 

Problemáticas da Adolescência

Presença de sintomas ansiosos

Presença de sintomas depressivos

Problemas e/ou dificuldades de comportamento

Problemas relacionados com o desempenho escolar - insucesso e/ou integração escolar, fobia escolar, dificuldades de aprendizagem...

Problemas e/ou dificuldades relacionadas com o corpo/imagem corporal

Problemas e/ou dificuldades relacionadas de integração social - com os pares

Problemas e/ou Dificuldades relacionadas com a vida familiar - divórcio, separação, conflitos...

Problemas e/ou dificuldades nos relacionamentos/relações

Dificuldades na construção da identidade

Problemas e/ou dificuldades do comportamento alimentar

Problemas e/ou dificuldades relacionadas com a sexualidade

Problemas relacionados com o consumo de substâncias (droga, álcool etc.)

Dificuldades na escolha de percurso académico

Orientação académica e métodos de estudo

Outras questões emocionais, sociais e/ou do comportamento

Rua de Santa Marta nº 43 E/F, 5º B 1150-293 Lisboa

psiveracruz@gmail.com

Tel: +351 914 250 706

© 2019 Vera Cruz | Psicologa & Psicoterapeuta.